Dicas de como combinar a comida com o vinho

O segredo está na cor

O prato principal vai ser carne? Sua escolha deve ser um vinho tinto. Dê preferência a uma bebida encorpada: Malbec acompanha bem picanha, costela e carneiro, Cabernet Sauvignon conversa com o contra filé, e o sabor marcante do Syrah é o par perfeito para a gordura que vem com a costela. Peixes e frutos do mar combinam com vinhos brancos secos (no mundo do vinho, suave significa doce).

Comida pesada, vinho encorpado

Quando a coloração por si só não resolve a dúvida, o sabor dos alimentos ajuda. Uma tábua de queijos é um bom exemplo. Os tipos frescos, como mozarela e ricota, têm coloração mais clara e pedem vinho branco ou um tinto mais jovem e suave. Para os queijos com sabores, texturas e cores mais fortes como gorgonzola, brie, camembert, gouda, emmental e do reino, o melhor é abrir uma bebida mais robusta ou madura – um vinho do Porto, por exemplo.

Confie no seu paladar

Uma última dica? A escolha da uva é importante, mas, se estiver em dúvida, relaxe. Nenhuma regra é infalível e, na maior parte das vezes, a melhor combinação vai depender do gosto pessoal de cada um.

vinho

Imagem: Blog salada a brasileira

Moda & Gastronomia

O Chef italiano Domenico Crolla, dono do restaurante “Bella Napoli & Pizza Couture”, em Glasgow, na Escócia,  saiu do clássico da culinária italiana e inventou a ” pizza art “, para homenagear  celebridades  e nomes renomados da moda como Tom Ford, Anna Wintour, Marylin Monroe, Rihanna, entre outros, trazendo seus rostos estampados nas massas.

Confira:

qqqpppppppp