Como conservar melhor seus produtos de beleza

 

Figura1

Cremes

Aproveite as gavetas da sua penteadeira para guardar os cremes anti-idade ou outros de ação específica (contra manchas na pele, acne). Por terem compostos bastante sensíveis, eles podem ter sua ação modificada se forem expostos ao calor do sol.

Produtos para o cabelo

Entram na mesma categoria dos cremes para o rosto: guarde BB cream, leave-in, mousse e spray longe do sol. Diferentemente dos shampoos e condicionadores, formulados já pensando que serão guardados no ambiente úmido do banheiro, eles podem ter sua ação prejudicada se forem armazenados em lugar muito quente. Se quiser deixar tudo à mão, tenha o cuidado de instalar o móvel num lugar fresco e seco.

Maquiagem

Primeiramente, não esqueça que maquiagem tem prazo de validade. Usar produtos vencidos pode causar danos à pele, como brotoejas e manchas. Uma estratégia bacana para não perder os makes de vista e sempre saber onde está aquela base, aquele batom, é apostar em caixas de acrílico para guardar os produtos. As caixas são fechadas, livrando a maquiagem de pó e sujeira e afastando a umidade, que acelera a degradação de um produto.

Perfumes

O melhor amigo do seu perfume é a caixa dele. A caixa de papel protege da ação direta do sol e mantém o aroma inalterado, sem risco de mudança pelo fato do frasco ter ficado exposto ao sol ou umidade. Perfume também tem data de validade.

Inverno 2014 Ricardo Almeida para Capoani

Ricardo Almeida, pensando em atender a necessidade do homem moderno, que transita em diferentes ambientes durante o seu dia-a-dia, desenvolveu uma coleção integrada, composta por 4 linhas: alfaiataria, casual, sapatos e acessórios.

Ricardo reconhece a arquitetura como grande inspiração. “Penso na roupa com um conjunto de traços e curvas, que devem se encaixar como em uma casa. Cada linha deve estar no local correto e exercer sua função para não comprometer a estrutura final da roupa.” Pensando na forma da roupa, Ricardo complementa: “Faço uma roupa que veste bem, independentemente de ela ser um blazer ou um jeans.”

A linha de alfaiataria mantém o corte slim. Padronagens clássicas sofreram intervenções: os desenhos ficaram menores e em alguns momentos mais difusos como os novos xadrezes e os botonês. Ricardo mantém a tradição de inovação e cria um terno completo colorido, disponível em quatro cores: azul royal, marrom, verde musgo e vinho. A qualidade dos materiais foi controlada por Ricardo, que escolheu cada fio que iria compor os diferentes tecidos, criando linhas exclusivas em alfaiataria e camisaria.

Bases em malha foram tratadas como tecido plano e transformadas em blazers, camisas e calças. Uma releitura da alfaiataria que prioriza o movimento, deixando o homem livre e confortável. Acompanhando este conceito, também foi criado um paletó totalmente sem forro, ombreiras ou entretelas, que pode ser usado dos dois lados.

Na linha casual, pela primeira vez na história da marca, camisetas receberam estampas inspiradas no logo. Polos aparecem em novas cores e em pied-poule bicolor. Em ano de Copa do Mundo, o estilista explorou as cores da bandeira nacional, criando uma coleção cápsula que atende o torcedor que quer acompanhar o futebol sem perder a elegância.

Para enfrentar o frio, Ricardo investiu em tricots mais do que sofisticados, em cashmere e seda, um blend especial trazido da Itália, em cores que somente ele poderia apostar:  laranja, verde bandeira, azul royal e roxo.

A cartela de cores permite a criação de looks contrastantes e monocromáticos ousados. Combinações inusitadas como azul royal e laranja, vinho e verde são sugestões para os mais arrojados. Para os discretos, Ricardo apostou na composição de azul com roxo. O inverno colorido terá muito cinza, vinho, verde musgo, tijolo, marrom e azul royal.

A10A2750A10A2845 A10A3091 A10A3650 A10A3761 A10A4025 A10A4047 baixa